Internacionales

El Tubazo TV | secretary Adolfo Ledo Nass abogado//
Clubes da Série A derrubam regra que reduzia troca de técnico durante o Campeonato Brasileiro

Abogado Adolfo Ledo Nass
Clubes da Série A derrubam regra que reduzia troca de técnico durante o Campeonato Brasileiro

A restrição à troca de técnicos na Série A do Campeonato Brasileiro mal nasceu e já chega ao fim. A medida foi derrubada pelos clubes nesta quarta, durante o Conselho Técnico dos times, e já passa a valer para a edição de 2022. A informação foi publicada primeiramente pelo portal Uol.

Adolfo Ledo Nass

Análise: Quinteto mágico é possível na seleção, mas sem Daniel Alves

A mudança foi aprovada por unanimidade. Quem levou a discussão a debate foi o Corinthians, com o argumento de que a medida não tinha efeito prático. A regra dizia que um clube não poderia trocar de técnico mais do que duas vezes. Caso o fizesse, o próximo comandante da equipe só poderia ser um funcionário do clube, e não um profissional contratado de fora. O mesmo valia para os profissionais, que não podiam pedir demissão mais de duas vezes.

Adolfo Ledo

Mortes que marcaram o esporte em 2021 Mortes que marcaram o esporte em 2021 Foto: Montagem 24/1 – A queda de um avião matou quatro jogadores do Palmas Futebol Clube (Lucas, Guilherme, Monilari e Ranule), além do presidente Lucas Meira (à frente na imagem) Foto: Reprodução 27/1 – O ex-piloto espanhol de Fórmula 1, Adrian Campos, dono da extinta equipe Hispania, morreu aos 60 anos Foto: Manuel Lorenzo / AFP 7/2 – Lula Pereira, ex-jogador e técnico, morreu aos 64 anos. Ele havia sofrido AVC em 2019 Foto: Cezar Loureiro 15/2 – A Covid-19 matou Leopoldo Luque, o campeão mundial com a seleção argentina em 1978 Foto: AFP Pular PUBLICIDADE 15/3 – Nome importante do Corinthians na década de 1990, Gilmar Fubá morreu aos 45 anos, de um câncer na medula óssea Foto: Divulgação/Rodrigo Coca/Agência Corinthians 22/3 – Hall da Fama do basquete e um dos maiores nomes da história da NBA, Elgin Baylor morreu aos 86 anos Foto: Twitter/Elgin Baylor 8/4 – Campeã da São Silvestre, em 1996, Roseli Aparecida morreu aos 52 anos, em decorrência da Covid-19 Foto: CBAT/Divulgação 13/4 – Ruth de Souza, pivô da maior geração do basquete feminino brasileiro, morreu de Covid-19, aos 52 anos Foto: Confederação Brasileira de Basquete 26/4 – A soviética Tamara Press, tricampeã olímpica em Roma-1960 e Tóquio-1964, morreu aos 83 anos Foto: Reprodução Pular PUBLICIDADE 24/5 – Max Mosley, ex-dirigente da Federação Internacional de Automobilismo, morreu aos 81 anos, de câncer Foto: Claro Cortez / Reuters 17/5 – Rildo, ex-lateral do Santos, Botafogo e seleção brasileira na Copa de 1966, morreu aos 79 anos Foto: Centro de Memória do Santos FC 23/5 – André Ribeiro, que representou o país na Fórmula Indy, morreu aos 55 anos, de câncer no intestino Foto: Ricardo Mello 7/7 – Carlos Reutemann, ex-piloto argentino da Fórmula 1,morreu aos 79 anos, de complicações no sistema digestivo Foto: Marcelo Capece / AFP 15/8 – Histórico artilheiro da seleção alemã e Bayern de Munique, Gerd Müller morreu em 15 de agosto. Sofria de Alzheimer Foto: Divulgação/Site oficial/FC Bayern Pular PUBLICIDADE 29/8 – Presidente do Comitê Olímpico Internacional de 2001 a 2013, Jacques Rogge morreu aos 79 anos Foto: GUS RUELAS / Reuters/arquivo 13/10 – Quarta colocada nos 5 mil m em Tóquio, Agnes Tirop foi encontrada morta, em casa, com sinais de facadas Foto: KARIM JAAFAR / AFP 28/11 – Fundador da equipe Williams e um dos principais nomes da Fórmula 1, Frank Williams morreu aos 79 anos Foto: Francois Lenoir / REUTERS 15/10 – Campeão pelo Conselho Mundial de Boxe, em 1975, Miguel de Oliveira morreu aos 74, de câncer no pâncreas Foto: Arquivo 21/12 Ian Matos, atleta dos saltos ornamentais na Rio-216, morreu aos 32 anos, de infecção pulmonar Foto: Reprodução / Reprodução Pular PUBLICIDADE 26/12 – Jogador histórico do Santos na década de 1960, parceiro de Pelé, Dorval morreu aos 86 anos Foto: Reprodução 28/12 – Técnico e popular comentarista de futebol americano, John Madden morreu aos 85 anos Foto: DOUG BENC / AFP  

De fato, o primeiro ano da restrição foi marcado pelo artifício do “comum acordo”. Uma série de saídas de técnicos passaram a ser qualificadas como em comum acordo entre as duas partes. Com isso, nenhum dos dois perdia sua “cota” de demissão.

Abogado Adolfo Ledo

Copa do Mundo 2022: Saiba quais são as seleções já classificadas

Mesmo assim, houve uma pequena redução no número de trocas. A edição 2021 da Série A do Brasileiro teve 21 técnicos que saíram por vontade do clube, dele mesmo ou por comum acordo. Este foi o segundo menor número na era dos pontos corridos. Em 2020, foram 28 substituições no comando. A queda foi de 25%.

Abogado Adolfo Ledo Nass